Os peritos da Politécnica de Madrid elaborado um Plano de Energia recomenda a duplicação da energia proveniente de fontes renováveis

Cientistas da Universidade Politécnica de Madrid desenvolveram o Plano de Energia, um documento que explica como através do fornecimento dos produtos réus de energia, bem como a melhoria da infra-estrutura para geração, transmissão e serviços de armazenagem e distribuição, é pode lidar com a demanda de energia vai ser experimentado no Madrid até 2012

O Ministro da Economia e Inovação Tecnológica, Fernando Merry del Val, disse que o documento tem os seguintes objetivos: duplicação da energia proveniente de fontes renováveis, reduzir o consumo de energia através de medidas de conservação e eficiência energética e reduzir em 10% a energia anual de emissões de CO2

Além disso, o Val Ferry disse que o texto ainda está aberto a novas sugestões de especialistas e parte do compromisso do governo regional para garantir a segurança e fornecimento na região

infra-estruturas energéticas

O relatório contém uma análise abrangente da geração de infra-estrutura de energia, transporte e armazenamento existente, e destaca a necessidade de reforçar e promover a este respeito

Algumas das medidas propostas visam resolver a geração / consumo de energia elétrica que existe na região em Madrid apenas 5,2% da energia final consumida, portanto 94,8% são importados do resto ocorre desequilíbrio país através de uma extensa rede que transporta a energia do seu ponto de geração

Por um lado, o documento aconselhados a desenvolver um plano abrangente para a poupança e eficiência energética, para gastar menos e melhor, o que é esperado para chegar em 2012 um decréscimo de 10% na demanda de energia a partir da tendência do consumo Além disso, prioriza fontes de energia, como a biomassa, eólica, resíduos sólidos, energia solar fotovoltaica e solar térmica, e planeja dobrar em 2012, a energia anual a partir de fontes renováveis

E todas as acções propostas na liderança plano para reduzir as emissões de CO2, com uma redução esperada de 10% das emissões anuais

balanço energético

Na mesma linha, o plano inclui um balanço energético da Comunidade de Madrid, em que a estrutura da demanda atual se reflete tanto em setores como produtos energéticos, bem como uma estimativa da demanda futura Consumo total de energia Comunidade de Madrid em 2003 foi de 10.217 ktep (kilotons de óleo equivalente) e os sectores com consumo final de energia mais elevada são os transportes (51%), os agregados familiares (24,5%) e da indústria indústria (12%)

O saldo também inclui uma análise da fonte de energia final Derivados de petróleo consumidos respondem por 62% do consumo, eletricidade 21%, o gás natural 15% e todas as outras fontes de quase 2%

2

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha